top of page
  • Foto do escritorBeltrão

Entenda as regras para o transporte de crianças em motocicletas


Entenda as regras para o transporte de crianças em motocicletas
Entenda as regras para o transporte de crianças em motocicletas

A regra para o transporte de crianças em motocicletas mudou no ano passado. Agora, apenas crianças maiores de 10 anos podem ser conduzidas em veículos de duas rodas.


A regra para o transporte de crianças em motocicletas mudou no ano passado. Desde abril de 2021, apenas crianças maiores de 10 anos podem ser conduzidas em motocicletas, motonetas ou ciclomotores. Antes, a idade mínima era de 7 anos. Entenda as regras para o transporte de crianças em motocicletas


Segundo o artigo 244, inciso V do CTB, a idade mínima para levar a criança na garupa é 10 anos, porém, ela deve ter altura suficiente para colocar os pés nos apoiadores. Sendo assim, mesmo com a idade correta, se ela não tiver altura, não pode andar na moto.


Quem desrespeitar a regra está sujeito à infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e suspensão do direito de dirigir. Mas essa não deveria ser a principal preocupação.

A alteração se deu, principalmente, pela vulnerabilidade da criança durante o deslocamento em veículos motorizados.

Em entrevista recente ao Portal do Trânsito, o Dr.  José Heverardo da Costa Montal, médico do tráfego e diretor administrativo da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), destacou a importância da regra.

“Pode se definir a motocicleta como um veículo com trajetória de geometria instável, além disso desprovido de habitáculo de proteção para os ocupantes, o que a torna pouco recomendável para o transporte de crianças menores. A teoria e a prática, por exemplo, mostram o aumento do risco de acidentes quando usamos este veículo, como o demonstra o fato de que seu usuário é o único com curva ascendente de mortalidade”.

Principal bem: a vida


Apesar de todas as recomendações de segurança serem unanimidade, na prática a realidade brasileira mostra que muitas famílias têm apenas esse tipo de transporte disponível. E, por esse motivo, continuam se arriscando, como foi o caso na Bahia que teve um fim trágico.

O médico alerta que devemos priorizar o principal bem de que dispomos, que é a vida. “A segurança deve falar mais alto que a economia. Se realmente necessário este transporte e não houver uma alternativa, que se obedeça a nova regra, deslocando apenas crianças com 10 anos ou mais e na menor velocidade legalmente possível”, orienta.




5 Dicas para transportar criança na moto em segurança. Entenda as regras para o transporte de crianças em motocicletas



5 Dicas para transportar criança na moto em segurança
5 Dicas para transportar criança na moto em segurança

Independente da situação, ser responsável por uma criança exige muita atenção e cuidado, e para transportar uma na garupa, não é diferente. Com isso, separamos cinco dicas para facilitar a sua viagem com os pequenos:


1 – Invista em equipamentos de proteção

Investir nos equipamentos de proteção para moto é investir na vida, afinal, são fundamentais para andar tranquilamente e em segurança. Entre os principais, estão: capacete, luvas, capas de chuva, calçados apropriados e entre outros.

Um equipamento que não é tão conhecido, mas pode ser muito útil, é o cinto de segurança para moto. Isso mesmo, ele é colocado na criança cobrindo todas as suas costas, acoplado e fechado na barriga de quem estiver pilotando.


2 – Atente-se ao peso extra


Pilotar uma moto com alguém na garupa é bem diferente de estar sozinho. Por isso, calcular o peso extra é muito importante para evitar riscos na hora de parar, fazer curvas e até mesmo corredores. Caso você não se sinta seguro, a melhor opção é fazer a viagem sozinho.


3 – Criança na moto: por que pedir para abraçar o piloto?


Pedir para a criança abraçar quem está pilotando a moto é uma forma de garantir mais segurança e conforto para ambos os lados. Desse modo, o motociclista pode trafegar mais tranquilamente por saber que a criança não vai soltá-lo.


4 – Reduza a velocidade e pilote suavemente


Respeitar os limites de velocidade é essencial para manter o trânsito mais seguro e pacífico.

Uma maneira de conduzir a criança na moto de forma mais tranquila, é pilotar suavemente, evitar curvas muito fechadas e corredores, pois ao correr ou realizar manobras bruscas, pode assustá-la e, caso ela não esteja segurando firme, pode até cair da moto.


5 – Converse e instrua a criança antes de subir na moto


Antes de subir na moto, conversar e passar algumas instruções básicas de segurança para a criança é crucial para ter uma boa viagem.

Veja se ela está prestando atenção e seja o mais claro possível nas instruções, a fim de evitar acidentes ou imprevistos, como o fato dela cair da moto por desatenção, pular da garupa, se mexer muito etc.


11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page