top of page

Multas para motos. Conheça as 7 mais frequentes


Multas para motos. Conheça as 7 mais frequentes
Multas para motos. Conheça as 7 mais frequentes

Quem utiliza motocicleta como meio de transporte, ou mesmo para o trabalho, sabe que as multas para motos são praticamente recorrentes.

Isso porque, ao menor sinal de desatenção em uma ultrapassagem ou parada no sinal, as infrações ocorrem, e isso pesa no bolso.

No entanto, é sempre bom reforçar que as multas têm um caráter educativo, e é a forma que as autoridades de trânsito encontraram para promover uma condução mais segura nas vias públicas.


1. Realizar ultrapassagem perigosa


A campeã das multas para motos, com certeza, é a ultrapassagem perigosa.

Isso porque, como o veículo pode facilmente trafegar por corredores de carros, os condutores se sentem mais “livres” para fazer as ultrapassagens e “economizar tempo”.

No entanto, ao fazer uma ultrapassagem inadequada, como cruzar na frente de outros veículos ou ultrapassar pela direita, os motociclistas estão assumindo uma direção perigosa. Multas para motos. Conheça as 7 mais frequentes

Logo, as autoridades de trânsito podem entender essa conduta como uma infração gravíssima, prevista na CTB.

A infração ainda é aplicada para o motorista flagrado durante a realização da manobra ultrapassando na contramão, sobre calçadas e por acostamentos.

Logo, ele fica sujeito a multa de R$ 293,47, perde 7 pontos na carteira de motorista e pode ter o direito de dirigir suspenso.


2. Exceder velocidade é multas para motos mais recorrente. Multas para motos. Conheça as 7 mais frequentes


O excesso de velocidade também está no ranking de campeão das multas, não apenas para os motociclistas, mas também para os outros condutores.

É fundamental lembrar que uma velocidade segura é indispensável para promover a segurança no trânsito.

Isso porque, quanto maior a aceleração, maior o tempo necessário para a frenagem.

Logo, exceder os limites de velocidade é ignorar diretamente a sua possibilidade de reação.

Ou seja, ao exceder o limite de velocidade na via, você aumenta as chances de provocar acidentes, assumindo o risco de uma direção perigosa.

As multas para excesso de velocidade seguem uma tabela. Multas para motos. Conheça as 7 mais frequentes

  1. Até 20% acima do limite permitido: R$ 130,16 com acréscimo de 4 pontos na CNH.

  2. De 20% até 50% acima do limite permitido: R$ 195,23 5 pontos na CNH.

  3. Acima de 50% do limite permitido: R$ 293,47 podendo o valor ser multiplicado por três,  e soma de 7 pontos na CNH.

3. Fazer manobras perigosas gera multas para motos


As manobras perigosas, como empinar a moto, são condutas negligentes dos motociclistas, e devem ser evitadas.

É verdade que a sensação de liberdade que a moto proporciona é mesmo única.

No entanto, existem outras pessoas envolvidas no trânsito, e uma má conduta pode provocar acidentes que venham a prejudicar terceiros.

Logo, realizar manobras perigosas no trânsito é uma infração gravíssima, passível de multa de R$ 293,47.

Também soma 7 pontos na CNH e pode levar à suspensão do direito de pilotar.


4. Não usar o capacete


O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) rege que o uso do capacete é obrigatório e indispensável para a segurança do motociclista no trânsito.

Contudo, ainda é possível observar no trânsito, em especial de cidades menores, que existem condutores de motos que insistem em trafegar sem o acessório.

As justificativas são diversas: desde que o deslocamento é pequeno, até que o uso do equipamento é desconfortável.

Seja como for, o não uso do capacete é infração gravíssima, passível de multa de R$ 293,47, com soma de 7 pontos na CNH.

Isso pode levar o condutor a ter seu direito de dirigir suspenso.

No entanto, o mais grave é que, em caso de queda por acidente, o não uso do equipamento pode levar o piloto a óbito, já que a cabeça fica totalmente exposta ao ambiente.


5. Não parar em sinal vermelho ou em parada obrigatória


Todo condutor habilitado sabe que infringir as regras de trânsito, como não parar no sinal vermelho e em paradas obrigatórias, gera multa.

Isso é considerado o “básico” da conduta no trânsito mas, mesmo assim, muitos motoristas insistem em desrespeitar a lei.

Atitudes como essas levam a maior risco de acidentes no trânsito e, por isso, são consideradas faltas graves, cujas consequências são  R$ 293,47 de multa, penalidade de 7 pontos na CNH e também a suspensão do direito de dirigir.


6. Estacionar em local proibido


Na agitação do dia a dia, deixar a moto em local proibido é uma das multas mais corriqueiras impostas aos motociclistas.

Mas, apesar de nem sempre oferecer perigo aos demais agentes envolvidos no trânsito, pode provocar uma série de transtornos na vida de outros cidadãos.

O CTB prevê que um local proibido é aquele que está devidamente sinalizado por uma placa de trânsito. Multas para motos. Conheça as 7 mais frequentes

Vale lembrar que estacionar em frente a garagens e a portões é algo socialmente condenável, pois prejudica o dia a dia dos moradores.

Assim, estacionar em local proibido é uma infração de gravidade média, que gera multa de R$ 130,16 e soma 4 pontos na CNH do motorista.


7. Negligenciar a conservação da moto também gera multas para motos


O mau estado de conservação da moto também pode levar a multa e suas consequências.

A determinação é prevista no artigo 230 do CTB. Logo, é dever do condutor manter a manutenção da moto em dia e também realizar a vistoria periódica dos seus componentes.

Dessa forma, é possível evitar a aplicação de multa no valor de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH, conforme a classificação de infração grave.


Como evitar as multas para motos?


Uma conduta consciente no trânsito, seguindo as regras e a sinalização das vias, é a melhor forma de se evitar as multas para motos.

Além disso, a cordialidade no dia a dia no trânsito deve prevalecer acima de grandes aventuras.

Lembre-se que você não está sozinho nas vias públicas, pois você tem de conviver com pedestres e outros motoristas.

Além disso, em cima de uma moto o seu corpo fica bastante exposto e, em caso de acidentes, as chances de você sofrer danos físicos são iminentes.

Logo, a precaução, atenção no trânsito e cumprimento das normas são os fatores mais relevantes para garantir uma condução segura.

Viu como evitar multas para motos é possível? Além de economizar com o pagamento de taxas que poderiam ser evitadas, você preserva a sua segurança e a dos demais agentes envolvidos no trânsito.


3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page