top of page
  • Foto do escritorBeltrão

Saiba o que é CRV e qual a sua diferença para o CRLV


Saiba o que é CRV e qual a sua diferença para o CRLV
Saiba o que é CRV e qual a sua diferença para o CRLV

Você já se perguntou o que é CRV e qual a diferença desse documento para o CRLV? Mesmo sendo parecidos, possuem funcionalidades diferentes.

No entanto, são de fundamental importância para que o automóvel esteja regularizado junto aos órgãos competentes.

Assim, além de consultar as multas e manter os dados atualizados e o veículo regularizado, também é preciso estar atento aos documentos de porte obrigatório.



Entenda a diferença entre CRV e CRLV


O Certificado de Registro de Veículo (CRV) e o Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV) são documentos importantes para a regularização do automóvel.


No entanto, como adiantamos, eles têm funções diferentes. O documento CRV é o registro do veículo, enquanto o CRLV é o licenciamento dele.

Separamos, a seguir, os conceitos de cada documento para você conhecer. Acompanhe!


O que é CRV


O CRV é conhecido como recibo de compra e venda. Trata-se do registro que assegura a propriedade do veículo, juntamente com o CRLV.

Esse registro traz informações importantes, como o código Senatran (antigo Denatran) e o código de segurança CRV.

O CRV ainda é um documento obrigatório para realizar a venda ou a compra do veículo, por exemplo.

Também é nesse documento que ficam descritas as características do automóvel, como ano de fabricação e cor.


O que é CRLV


O CRLV é um documento de porte obrigatório, cuja função é assegurar que o automóvel esteja apto a circular, conhecido popularmente como licenciamento do veículo.

O documento deve ser renovado a cada 12 meses, mediante o pagamento do IPVA.

Nele também consta a comprovação de pagamento do seguro DPVAT.

O CRLV é encontrado no formato físico e digital, como veremos a seguir.


Entenda qual documento é obrigatório portar. Saiba o que é CRV e qual a sua diferença para o CRLV


Todos os proprietários de veículos brasileiros devem transitar com o CRLV, pois se trata de um documento de porte obrigatório.

Assim, caso o proprietário não faça o registro do registro e do licenciamento, ele corre o risco de ter o direito de circular pelas vias públicas impedido.

A regra vale para motos ou quaisquer outros veículos que venham a trafegar por vias públicas brasileiras.

Uma diferença importante entre o CRV e o CRLV é que o primeiro não é de porte obrigatório, e o segundo sim. Saiba o que é CRV e qual a sua diferença para o CRLV


A norma consta no art. 121 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).


Assim, o CRV pode ser deixado em casa, e o CRLV precisa estar com o condutor do veículo em circulação, embora dispensado quando, no momento da fiscalização, for possível ter acesso ao devido sistema informatizado para verificar se o veículo está licenciado.


Como você viu, também é possível ter o CRLV Digital por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito e circular com essa versão. Para ter acesso ao documento digital, você precisará do número do Renavam e do número de segurança do CRV.


Saiba como fazer para obter o CRV


A transformação digital tem chegado aos Detrans de todos os estados e, por isso, já é possível obter o CRV no formato digital.

Com a digitalização dos processos, o CRV mudou de nome para ATPV-e (Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo).

Ao contrário do que acontece com o CRV físico, a ATPV-e só será emitida quando o automóvel for vendido.

A determinação tem como objetivo proporcionar mais conforto e segurança aos proprietários de veículos.


Quando o proprietário do veículo realizar a venda do automóvel, é necessário fazer a emissão da ATPV-e, que deve ser preenchida da mesma forma que o CRV físico.

Mas atenção! A ATPV-e é exigida apenas em caso de veículos cujos registros foram realizados a partir de 2021.


O CRV físico ainda pode ser utilizado normalmente, sem nenhuma consequência, no caso de veículos cujos registros aconteceram até o final de 2020.

Quando a emissão da segunda via CRV é obrigatória?

Conforme rege o art. 123 do CTB, a emissão de um novo CRV é obrigatória nos seguintes casos:

  1. Quando alterada qualquer característica do veículo;

  2. Quando transferida a propriedade;

  3. Quando houver mudança de categoria;

  4. Quando o proprietário mudar o endereço.

Em caso de perda do documento CRV, é preciso dar entrada na segunda via no portal do Detran do seu estado. Para acessar, utilize a aba de registro do veículo.

Vale lembrar que esse processo só é válido para a versão física e impressa em papel moeda verde do documento.

Você precisará informar alguns dados. Acompanhe!

  1. boletim de ocorrência (original e cópia), nos casos de furto do CRV;

  2. declaração de perda ou extravio autenticada do CRV, quando for o caso;

  3. RG, CNH ou CPF (original e cópia);

  4. comprovante bancário de quitação de débitos, caso o veículo apresente alguma pendência;

  5. comprovante de residência no nome do proprietário (original e cópia);

  6. CRV, mesmo se estiver rasurado, rasgado ou com quaisquer outros danos.


Saiba onde localizar o código do CRV no documento


Usado como uma senha para os proprietários de veículos, o código de segurança do CRV é composto por 11 caracteres.

Você pode encontrá-lo no canto superior direito do CRV, tanto na versão física como digital.


Conheça o passo a passo para acessar o CRLV digital


Você pode ter acesso ao CRLV do documento de forma digital, que está disponível e vale em todo o território brasileiro desde julho de 2020.

O objetivo da versão online é facilitar a vida do motorista, já que ele não precisa se preocupar em trafegar com o documento impresso.

Confira o passo a passo para fazer o download do CRLV digital:

  1. Acesse o aplicativo da Carteira Digital de Trânsito e faça o seu cadastro pessoal;

  2. Depois, vá em “Veículos”;

  3. Acesse “Licenciamento Digital (CRLV-e)”;

  4. Informe o Renavam e o código de segurança do CRV;

  5. Faça o download do CRLV digital.

Você também terá acesso ao documento sempre que entrar no aplicativo da Carteira Digital de Trânsito.


Viu como é fácil reconhecer o que é o CRV de um veículo e o que o diferencia do CRLV? O mais importante é estar em dia com esses registros e ter a opção de utilizar também a versão online. Assim, você fica resguardado em caso de solicitação por agentes de trânsito.

488 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page